Pedro Barateiro
1979 , Almada

Pedro Barateiro vive e trabalha em Lisboa, a formação de Barateiro em desenho, escultura, vídeo e escrita foi ampliada pela sua formação com um mestrado na Academia de Arte de Malmö, Universidade de Lund (Suécia) e no Programa de Estudo Independente em Artes Visuais na Maumaus – Escola de Artes Visuais (Lisboa). Desenvolveu ainda a sua prática em residências na Air Antwerpen (Antuérpia), Pavillon – Palais de Tokyo (Paris), ISCP (Nova Iorque), Sítio das Artes, CAM – Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa), Spike Island (Bristol) e Galeria Zé dos Bois (Lisboa). Exposições individuais em Netwerk, (Aalst); Basement Roma (Roma); Néon (Lyon); REDCAT (Los Angeles); Museu Colecção Berardo (Lisboa); Kettle’s Yard (Cambridge); Parkour (Lisboa); Kunsthalle Lissabon (Lisboa); Kunsthalle Basel; Lumiar Cité (Lisboa); Museu de Arte Contemporânea de Serralves (Porto); MARCO – Museo de Arte Contemporánea de Vigo; Pavilhão Branco – Museu da Cidade (Lisboa); Spike Island (Bristol).

O seu trabalho foi incluído em exposições como a Bienal de Sharjah 13, 29ª Bienal de São Paulo; 16ª Bienal de Sydney; 5ª Bienal de Berlim; Palais de Tokyo (Paris); Fondazione Guiliani (Roma); Firstsite (Colchester); ngbk (Berlim); M HKA (Antuérpia); SESC Pompeia e Videobrasil (São Paulo); Crac Alsace (Altkirch); Museu de Arte Contemporânea de Serralves (Porto); Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa); ar/ge Kunst (Bolzano); Le Plateaux – Frac Île-de-France (Paris); Centro Galego de Arte Contemporânea (Santiago de Compostela). As suas acuações foram apresentadas no TNDMII (Lisboa); Centre Pompidou (Paris); Teatro Rivoli (Porto); ZHdK (Zurique); 98Weeks (Beirute); Théâtre de la Ville (Paris), L’école nationale supérieure des beaux-arts -ENSBA (Paris), Fondation Ricard (Paris); M HKA/ Cinema Zuid (Antuérpia); Centro Cultural São Paulo (São Paulo) Galeria Vermelho (São Paulo); Teatro São Luiz (Lisboa) e Teatro Praga (Lisboa), entre outros locais. Barateiro dirige o espaço Spirit Shop (https://spirit-shop.weebly.com/), e foi um dos membros do Parkour (https://parkour-lisboa.tumblr.com/), um artista que geriu o espaço iniciado com outros 7 artistas como parte da Avenida 211 em Lisboa, e que correu de 2012 a 2014. Entre as suas muitas colaborações editou, com Ricardo Valentim, os livros Colaborações Temporárias e ACTIVIDADE.

“Pedro Barateiro, na continuidade de preocupações do seu trabalho, promove uma aproximação do artista ao espectador, na medida em que, num quadro tardo-capitalista, este se resumiu a um consumidor e a sua perceção foi circunscrita ao binómio desejo e expectativa condicionado pelo mercado. É através desta assunção que procede a uma desconstrução das alterações da perceção dos objetos ou imagens que apresenta. Esta atenção implica uma deriva que as redes de sentidos desses mesmos objetos e imagens convocam, como se um determinado campo de significação, para se constituir, tivesse de remeter para outro e assim sucessivamente. Daí a hibridez dos elementos que constituem as suas obras. É a tecedura do mundo de Pedro Barateiro, como o nosso, que há muito viu perdidas as ilusões de uma sistematicidade capaz de arrumar todos estes objetos. A sua estranheza manifesta o cruzamento conflituoso entre poderes, valores e conhecimento. Os seus trabalhos e mais especificamente cada imagem, objeto, filme ou escultura ocupam assim uma posição de fronteira e um local de conflito onde a naturalização das tensões e a mitificação das fantasmagorias, provocadas pelas diferenças das práticas e sistemas que os articulam, se revelam e desconstroem nas diversas narrativas da exposição.” Pedro Lapa, 2015

OBRAS

Obras Selecionadas

Algumas das

Exposições

Abismo

Abismo é o título de uma obra que incluiu uma escultura, uma peça de som e uma edição.

Exposição Colectiva | Maré

Sob o título “Maré”, a presente exposição toma como ponto de partida o núcleo dos artistas representados pela Galeria Filomena Soares.

Pedro Barateiro | Saga

A Galeria Filomena Soares tem o prazer de anunciar a segunda exposição individual do artista Pedro Barateiro, intitulada Saga.

Pedro Barateiro | Feitiço

A Galeria Filomena Soares apresenta a exposição individual do artista Pedro Barateiro (Almada, 1979), intitulada Feitiço / Spell, inaugurada dia 17 de Janeiro, quinta-feira, pelas 21:30, e patente até o dia 9 de Março de 2013.

morada

Rua da Manutenção nº 80 (Xabregas)
1900-321 Lisboa | Portugal

Autocarro: 718, 728, 739, 742, 759

Horário

Terça-feira a Sábado das 10h às 19h
Domingo e Segunda-feira: Fechado

contactos

info@gfilomenasoares.com

T: +351 218 624 122
Chamada para a rede fixa nacional

M: +351 962 373 956
Chamada para a rede móvel nacional

Redes sociais

Newsletter