Igor Jesus
1989, Lisboa, Portugal

Igor Jesus vive e trabalha em Lisboa e é licenciado em Escultura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Em 2013, ganhou o primeiro prémio no concurso do ICA (Instituto do Cinema e do Audiovisual) para a realização de curtas-metragens. As suas exposições individuais incluem: Chessari (2016), Galeria Solar, Vila do Conde, A última carta ao Pai Natal (2015), Galeria Filomena Soares e Debaixo do Sol (2015), Praça Appleton, ambas em Lisboa. Em 2014 apresentou a exposição Old School #32, em Lisboa, e em 2013, Peso Morto, Espaço Zero, Tomar.

Entre as suas exposições colectivas mais recentes, destacam-se: HangarOut – EntreLinhas, Palácio Marquês de Abrantes (2017), 2016 Artists’ Film International (no MAAT, Lisboa, Whitechapel Gallery, Londres, Istambul Modern, Turquia, GAMeC – Galleria d’Arte Moderna e Contemporanea di Bergamo, Itália, e Projecto 88, Bombaim, Índia); Topología del Aura, Galeria Bacelos, Madrid (2016), Abaixo como fronteiras! Vivam o design e as artes – Diálogo sobre design e obras da colecção António Cachola, Museu de Arte Contemporânea de Elvas e Pátio da Galé em Lisboa (2016) e The lynx não conhece fronteiras, Fondation d’Entreprise Ricard, Paris.

As suas obras encontram-se em coleções, tais como: Coleção António Cachola, Elvas, Portugal; Coleção Fernanda Ribeiro, Lisboa, Portugal; Coleção Fundação EDP, Lisboa, Portugal; Coleção Norlinda e José Lima, São João da Madeira, Portugal; TFRA – Teixeira de Freitas e Associados, Lisboa, Portugal. Concebendo um trabalho que se singulariza a cada pulsão, a unidade da obra de Igor Jesus manifesta-se precisamente na sua pluralidade: embora traçando um conjunto implícito de questões persistentes que serão tratadas neste texto, a sua linha condutora é particularmente sinuosa e irregular, encontrando a sua maior coerência no imprevisível e na heterogeneidade.

OBRAS

Obras Selecionadas

Algumas das

Exposições

Safelight

De tantos em tantos segundos, o músculo que levanta a pálpebra superior liberta-se, enquanto um outro age de forma involuntária.

Exposição Colectiva | Maré

Sob o título “Maré”, a presente exposição toma como ponto de partida o núcleo dos artistas representados pela Galeria Filomena Soares.

Igor Jesus | Amar-te os ossos

Amar-te os ossos, exposição individual de Igor Jesus, inaugura no próximo dia 11 de Maio, na Galeria Filomena Soares, em Lisboa, e estará patente até ao dia 9 de Setembro (encerra durante o mês de Agosto).

morada

Rua da Manutenção nº 80 (Xabregas)
1900-321 Lisboa | Portugal

Autocarro: 718, 728, 739, 742, 759

Horário

Terça-feira a Sábado das 10h às 19h
Domingo e Segunda-feira: Fechado

contactos

info@gfilomenasoares.com

T: +351 218 624 122

M: +351 962 373 956

Redes sociais

Newsletter

Nenhum Resultado Encontrado

Não existem artigos correspondentes nesta secção.