Helena Almeida
1934, Lisboa, Portugal

Helena Almeida é uma artista incontornável na cena internacional da arte contemporânea. Nasceu em 1934, Lisboa, Portugal, cidade onde viveu e trabalhou até Setembro de 2018. Estudou Pintura na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa. A sua prática artística abrange a fotografia, o vídeo e o desenho evoluindo a partir de uma interrogação permanente da linguagem da pintura. Embora a artista apareça sempre em frente da câmara fotográfica ela insiste que suas imagens não são auto-retratos. Vestida de preto desde o início da década de 1970, por vezes com objectos ou móveis encontrados no seu estúdio – cadeiras, bancos, espelhos, arames, pigmentos, entre outros –, a artista assume posições e situações meticulosamente coreografadas e encenadas em vídeos e desenhos, a fim de criar complexas composições visuais que tanto reflectem sobre o espaço e o tempo como sobre a relação entre a artista e a imagem. Inicialmente, os vídeos e os desenhos funcionam como estudos e possibilidades para as fotografias ganham autonomia e legitimidade no modo pertinente de levantar questões sobre as próprias práticas artísticas contemporâneas como, também, nas várias possibilidades de concretizações e produções da cultura na sociedade actual. A artista representou Portugal na Bienal de Veneza por duas ocasiões: 1982 e 2005. Em 2004, participa na Bienal de Sidney, Austrália. Recentemente a sua obra foi exibida em importantes museus e galerias, tais como: Galerie les filles du calvarie, Paris, França; John Hansard Gallery, Southampton, Inglaterra; Fundación Telefónica, Madrid, Espanha; Helga de Alvear, Madrid; Pinacoteca de São Paulo, Brasil; Kettle’s Yard, University of Cambridge, Inglaterra; Galeria Filomena Soares, Lisboa; Thomas Erben Gallery, Nova Iorque, E.U.A., e Tate Modern, Londres.

A produção de um documentário pelo prestigiado canal de televisão franco-alemão ARTE atesta o reconhecimento internacional da sua obra, presente em significativas colecções internacionais, tais como. Banco de Espanha, Madrid; Bibliotheque National de Paris; Colecção Berardo, Lisboa; Tate Modern, Londres; Fundación ARCO, Madrid; Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa; Fundação Serralves, Porto, Portuual; Galerie Bama, Paris; Galerie Drehscheibe, Basileia, Suíça; Hara Museum of Contemporary Art, Tóquio, Japão; MUDAM – Musée d’Art Moderne Grand Duc Jean, Luxemburgo; MEIAC – Museo Extremeno e Iberoamericano de Arte Contemporáneo, Badajoz, Espanha; MACBA – Museu de Arte Contemporânea de Barcelona, Espanha; Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, Madrid; e Colletion Sammlung Verbund di Viena, Áustria. As suas obras encontram-se em coleções, tais como: Art Pradier, França; Bibliothèque Nationale de Paris, Paris, França; Centro de Arte Contemporânea, Museu Nacional de Soares dos Reis, Porto, Portugal; Centro de Fotografia Ordoñez Falcon, San Sebastian, Espanha; Colecção Berardo, Lisboa, Portugal; Col. Fundação Leal Rios, Lisboa, Portugal; Col. Podesta, Washington, USA; Contemporary Art Museum of Chicago, Chicago, USA; Fundación ARCO, Madrid, Espanha; Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal; Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, Lisboa, Portugal; Fundação PLMJ, Lisboa, Portugal; Fundación Helga de Alvear, Madrid, Caceres, Espanha; Hara Museum of Contemporary Art, Tokyo, Japão; MoMA, New York, USA; Musée d’Art Moderne Grand Duc Jean, Luxemburgo; Museu de Arte Contemporânea de Barcelona – MACBA, Barcelona, Espanha; Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, Madrid, Espanha; Museu de Serralves, Porto, Portugal; Museu do Chiado, – Museu de Arte Contemporânea, Lisbon, Portugal; MUSAC – Museo de Arte Contemporáneo, Castilla y León, Leon, Espanha; Secretaria de Estado da Cultura, Porto, Portugal; The National Museum of Western Art, Tokyo, Japão; Tate Gallery, London, UK.

 

OBRAS

Obras Selecionadas

Algumas das

Exposições

Exposição Colectiva | Maré

Sob o título “Maré”, a presente exposição toma como ponto de partida o núcleo dos artistas representados pela Galeria Filomena Soares.

Helena Almeida | Desenho

A Galeria Filomena Soares tem o prazer de apresentar a exposição intitulada Desenho, da artista HELENA ALMEIDA (Lisboa, 1934). A exposição, que inaugura no dia 4 de Dezembro, estará patente até ao dia 7 de Março de 2015.

Helena Almeida | Caderno de Campo

Helena Almeida é uma das mais importantes artistas portuguesas da segunda metade do século XX, com um percurso firmado desde a década de sessenta e que tem vindo progressivamente a ter maior relevo no panorama artístico internacional.

Notícias

Escala 1:1

Escala 1:1

Os artistas Ângela Ferreira, Helena Almeida e Rodrigo Oliveira participam na exposição coletiva Escala 1:1

morada

Rua da Manutenção nº 80 (Xabregas)
1900-321 Lisboa | Portugal

Autocarro: 718, 728, 739, 742, 759

Horário

Terça-feira a Sábado das 10h às 19h
Domingo e Segunda-feira: Fechado

contactos

info@gfilomenasoares.com

T: +351 218 624 122
Chamada para a rede fixa nacional

M: +351 962 373 956
Chamada para a rede móvel nacional

Redes sociais

Newsletter