Dias & Riedweg
1964, Rio de Janeiro, Br & 1955, Lucerna, Ch

Dias & Riedweg inclui Mauricio de Mello Dias (b. 1964, Rio de Janeiro, Brasil) e Walter Stephan Riedweg (b. 1955, Luzern, Suíça), que trabalham juntos desde 1993 para realizar projetos de arte pública, vídeos e performances em colaboração e interdisciplinares. Dias estudou na escola de belas artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro de 1982 a 1986. Depois de viajar pela Europa, fez cursos de gravura na Schule für Gestaltung, em Basileia, Suíça. Posteriormente, estudou no atelier de gravura em Nova Iorque. A educação formal de Riedweg centrou-se no teatro e na música; estudou na Musik Academie em Luzern, a Scuola di Teatro Dimitri em Verscio, Suíça, e participou em vários workshops no Departamento de Estudos de Performance da Universidade de Nova Iorque.

As suas obras estão presentes tanto em coleções privadas como públicas, tais como: Kiasma Museum of Contemporary Art, Helsínquia, FI; Kunstmuseum Luzern, Luxemburgo; MACBA – Museu d’Art Contemporani de Barcelona, ES; MAM – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, BR; MAR – Museu de Arte do Rio de Janeiro, BR; Musée National d’art Moderne Centre Georges Pompidou, Paris, FR; MOCA – Museum of Contemporary Art, Los Angeles, USA; Museu de Arte Moderna de São Paulo – Coleção Pedro Barbosa, BR; Museum of Fine Arts, Houston, EUA; Reina Sofia, Madrid, ES; Coleção Pedro Barbosa, BR; Fundação Rios Leal, Lisbon, PT; Collection Anna Sukoloff, New York, USA; Brasil Collección Anibal Josami, Buenos Aires, AR; entre muitas outras.

Juntos, Dias & Riedweg combinam vídeo, etnografia e arte performativa para abordar questões sociais e políticas; nos seus projetos, os artistas examinam a subjetividade humana tal como esta é condicionada por ideias de nação e mediada pela tecnologia contemporânea. Com sede no Rio de Janeiro, a dupla olha frequentemente para as condições das culturas de favela dessa cidade para considerar como é constituída uma cidade. Grande parte da sua produção é baseada na exclusão social. Utilizando as ferramentas tanto do documentário como da ficção, a dupla faz obras que narram experiências de alienação social e distância, e consideram essas experiências como sendo elas próprias imigrantes.

 

OBRAS

Obras Selecionadas

Algumas das

Exposições

Dias & Riedweg | Sentidos sem direcção e outras direcções de sentido

Com a escolha do título Sentidos sem direcção e outras direcções de sentido para a primeira apresentação do seu trabalho em Portugal, Maurício Dias e Walter Riedweg anunciam de imediato o tema condutor de uma exposição por todos muito aguardada e que, por isso mesmo, compreenderá obras de 1998 até aos trabalhos mais recentes realizados no inicio do presente ano de 2009.

morada

Rua da Manutenção nº 80 (Xabregas)
1900-321 Lisboa | Portugal

Autocarro: 718, 728, 739, 742, 759

Horário

Terça-feira a Sábado das 10h às 19h
Domingo e Segunda-feira: Fechado

contactos

info@gfilomenasoares.com

T: +351 218 624 122
Chamada para a rede fixa nacional

M: +351 962 373 956
Chamada para a rede móvel nacional

Redes sociais

Newsletter