Helena Almeida

Caderno de campo

2006-11-09 | 2006-12-31

 


HELENA ALMEIDA
Caderno de campo
9 de Novembro a 31 de Dezembro de 2006

Helena Almeida nasceu em Lisboa em 1934. Vive e trabalha actualmente em Lisboa.

Helena Almeida é uma das mais importantes artistas portuguesas da segunda metade do século XX, com um percurso firmado desde a década de sessenta e que tem vindo progressivamente a ter maior relevo no panorama artístico internacional. Apesar das inúmeras exposições internacionais que tem realizado, destacamos a exposição retrospectiva organizada pelo Centro Galego de Arte Contemporâneo, Santiago de Compostela, o prémio PhotoEspaña - o mais importante galardão de fotografia do país vizinho e a sua participação na Bienal de Veneza de 2005 onde representou Portugal.

A sua obra tem um denominador principal: a fotografia, embora que muito diversificada, nomeadamente através da pintura, desenho, instalação, vídeo, escultura e performance, onde a artista foca a relação entre o corpo - o corpo da artista; auto-representação - e o espaço, o do seu atelier.

Na Galeria Filomena Soares a artista mostra pela primeira vez uma selecção de desenhos criados como modelo e estudo para a concretização das fotografias. Fazendo parte do processo criativo, nem todos os desenhos apresentados na exposição "Livro de campo" chegaram a ser produzidos.

" Estes desenhos são como um Atlas do trabalho da artista"1

Esta mostra inédita reúne cerca de 390 desenhos, onde a artista desvenda o percurso pessoal do raciocínio onde o espaço, a concentração, o corpo, o gesto, o movimento e o pensamento aparecem não só como fazendo parte do processo de criação, como também revela o momento determinante para a realização da fotografia e/ou pintura.

"Da mesma forma, estes desenhos de campo de Helena Almeida são fascinantes momentos do seu processo criativo que pertencem, ao mesmo tempo, ao universo da notação (ou seja, da escrita), mas também ao universo do puro teste.
Poderíamos, sem receio de exagerar, dizer que estes desenhos são o banco de ensaio do trabalho de Helena Almeida, e este é o momento excitante em que a artista, pela primeira vez, tornou esta zona do seu processo um pouco mais transparente."1

Estão representadas nesta mostra desenhos realizados sobre os temas "Dentro de Mim", "Seduzir", "Dias quasi tranquilos", "Desenho", "Frizos", "O perdão", A bola verde", "Rodapé", "A casa", "O vestido vermelho", "Voar", A casa Oval", "O vestido vermelho", "A mesa", "O atelier", "Dentro de Mim", "O chão", "A parede", entre outros.