Galeria

RODRIGO OLIVEIRA | A Secreta Vida das Palavras (13ª edição do Projecto Verão Arte Contemporânea de Sines)

2010-06-16

 

A Secreta Vida das Palavras

Comissário: João Pinharanda

A 13ª edição do Projecto Verão Arte Contemporânea em Sines, este ano com a designação de "A Secreta Vida das Palavras", é uma produção em parceria entre Centro Cultural Emmerico Nunes (CCEN) e a Câmara Municipal de Sines/Centro de Artes de Sines (CAS) e decorrerá de 16 Julho a 25 Setembro.

 

O ponto de partida desta experiência foi dado pelo estimulante exemplo da relação que o poeta Al Berto estabeleceu ao longo da sua vida com as imagens. De facto, a sua vida foi sempre preenchida por Imagens e por Palavras e a sua obra teceu-se entra a riqueza das imagens literárias e a sedução que sobre ele exerceram as imagens artísticas e os seus autores. Ele mesmo teve formação artística e foi autor de interessantíssimos desenhos dados a conhecer depois da sua prematura morte.

 

Este projecto foi desencadeado a partir do processo de criação utilizado no conjunto da sua obra mas, muito especialmente, no livro "A Secreta Vida das Imagens". Aí, Al Berto referia explicitamente, e a partir de obras concretas, um conjunto de artistas que amava e que completavam o seu modo de viver/ver o mundo. Não era a cronologia nem uma temática exterior que o conduzia nesse amor, era exactamente a procura do segredo que habita no coração das Imagens e que apenas através da palavra ele sabia desenhar.

 

Pretende-se com esta exposição percorrer um caminho inverso - é isso que o título espelha ao designá-la como "A Secreta Vida das Palavras". Os artistas escolhidos, para os quais a Palavra é fundamental à definição dos respectivos trabalhos, irão procurar, através das Imagens que constroem ou encontram e que nos oferecem, o segredo que habita no coração das Palavras.

 

A interacção com as palavras de Al Berto, com as imagens que ele evoca nesses e em todos os outros poemas, com os sítios onde se movimentou, com o seu desejo do novo e do eterno, da vertigem das coisas e da verdade essencial das pessoas, a sua alegria trágica de viver dará sentido aos objectos artísticos contemporâneos que criados, permitirá evocar a presença do poeta em Sines, devolvendo-o, em termos simbólicos, ao nosso convívio.

 

Nos seus trabalhos, todos os artistas usam a pintura, a escultura, a fotografia ou a instalação, integram duas autoras historicamente consagradas, Ana Vieira e Ana Jotta, e um conjunto de mais jovens artistas, como Edgar Massul, Fernando Mesquita, João Ferro Martins, Nuno Cera, Pedro Reis, Rodrigo Oliveira, Rodrigo Peixoto, Sara Santos e Vasco Costa.

 

Através de visitas à cidade e um período de trabalho e residência em Sines, possibilita-se a cada artista convidado um conhecimento mais profundo e sentido do ambiente natural e cultural onde o poeta viveu a maior parte da sua vida e onde interveio activamente como cidadão possibilitando assim uma mais fácil e eficaz integração das obras de arte no meio urbano e social onde vão ser apresentadas.

 

Em complemento, mas em diálogo directo com a exposição que temos vindo a citar, serão mostradas obras do conjunto de artistas que, sendo explicitamente citados em livro por Al Berto, estão em condições de poderem ser encontrados nas colecções portuguesas (Dacosta, Cesariny, Carlos Nogueira, Sarmento, António Correia, Rosa Carvalho, Manuel Rosa, Calapez, Rui Sanches, Ilda David', Cabrita Reis, Croft, Casqueiro, Chafes, entre outros.

 

Criaremos assim um tecido ainda mais denso de significados, um cruzamento ainda mais rico entre Palavra e Imagem, capaz de nos conduzir de modo ainda mais intenso ao coração secreto que habita e domina o universo de todo os criadores.

 

A acompanhar a exposição prevê-se a colaboração das livrarias de Sines, no destaque à obra do poeta Al Berto, bem como o apoio da editora que publica as suas obras, a Assírio & Alvim, actividades a desenvolver pelos serviços educativos do CAS com as escolas, e outras iniciativas que visem a divulgação da obra junto do público em geral.

 

O catálogo, a editar, contará com textos de João Pinharanda (textos sobre as obras e exposição) e de Rosa Maria Martelo que produzirá texto sobre a obra do poeta Al Berto.