Galeria

JOÃO PEDRO VALE DOCUMENTÁRIO NA RTP2 _ \"Geração 25 de Abril - 10 artistas para o século XXI\"

2011-04-29

\"\"

 

\"Geração 25 de Abril - 10 artistas para o século XXI\"

1º Episódio sobre João Pedro Vale \"Não Há Fim para o Caminho\"

RTP2 | Dia 1 de Maio às 23h30

 

 

\"Queria de ti um país de bondade e de bruma queria de ti o mar de uma rosa de espuma\".

 

 

As palavras são de Cesariny mas podem aplicar-se a várias obras de João Pedro Vale, onde o mar é  convocado através de referências que vão desde uma certa ideia de portugalidade, passando pelos castelos de areia da infância até obras mais recentes de revisitação homoerótica. João Pedro Vale tem vindo a construir, há mais de uma década, um percurso coerente em torno da problemática da identidade nas suas configurações pessoais e colectivas, sexuais e nacionais, atendendo ainda ao universo da infância como condicionador de valores e condutas.

 

 

Dando voz ao artista e a especialistas, o documentário \"Não Há Fim para o Caminho\" percorre alguns dos seus trabalhos fundamentais, onde a  identidade surge como uma configuração do mito, ou seja, como construção colectiva de um imaginário. O artista apropria-se dos lugares comuns que daqui resultam, joga com eles e desconstrói-os criticamente. Independentemente de recorrer ao vídeo, à instalação ou ao objecto, a escultura, que constituiu a sua formação de base e para cuja renovação muito contribuiu no contexto português, desempenha um papel fundamental. O recurso a materiais pobres e acessíveis, mas culturalmente carregados, traduz a opção metodológica pela prática de sucessivos cruzamentos - nomeadamente entre o erudito e o popular - conferindo polissemia às suas obras.

 

 

 

Com: João Pedro Vale, Miguel von Hafe Pérez e Pedro Lapa

 

 

 

 

 

 

\"Geração 25 de Abril - 10 artistas para o século XXI\"

Série de 10 episódios

 

Autoria: Abílio Leitão / Alexandre Melo

Realização: Abílio Leitão

Guião: Alexandre Melo

Produção Abílio Leitão para a RTP2

 

 

O 25 de Abril visto por dez artistas de diferentes àreas.

 

Trinta e sete anos passados depois do 25 de Abril de 1974 é hoje possível falar de uma geração de artistas pós-25 de Abril. Não se trata aqui de uma coincidência ou arrumação cronológica. Por vezes, o que define uma geração é a sua indefinição, se entendermos indefinição no sentido do que é heterogéneo e nómada. Heterogéneo porque não existe uma uniformidade formal ou de grupo mas antes uma pluralidade de práticas (pintura, video, fotografia, instalação, etc.) e de problemáticas (identidade, género, relação com os media e com a cultura de massas, cruzamentos ficção/realidade). Nomadismo pela capacidade de cruzar o local e global, de viver, trabalhar e expor, naturalmente, em Portugal e no estrangeiro.

 

Estes 10 documentários sobre 10 artistas - Adriana Molder, Ana Cardoso, Carlos Bunga, Filipa César, Francisco Vidal, Gabriel Abrantes, João Onofre, João Pedro Vale, Pedro Barateiro, Vasco Araújo - levam-nos ao encontro desta geração assim (in)definida dando-nos a conhecer não apenas as obras, o percurso e as problemáticas de cada artista, mas sobretudo o que habitualmente se encontra fechado ao espectador.

 

Por um lado, trata-se de dar voz aos próprios artistas, às suas aspirações e preocupações, mas também àqueles que os rodeiam, amigos, críticos, curadores, galeristas. Por outro lado, procura-se dar a ver o processo criativo, o modo e o momento de elaboração das obras. E porque a arte não constitui um lugar à parte, trata-se de dar ver e a ouvir a forma como estes artistas se inserem no quotidiano e o modo como este se inscreve nos seus trabalhos. Daí que pensar esta geração seja refletir não tanto sobre o país que somos, quase quatro décadas passadas após Abril de 1974, mas sobre o país que podemos vir a ser.

 

Constituindo um dos melhores exemplos da maturidade cultural da democracia portuguesa a geração de artistas pós-25 de Abril tem como denominador comum a capacidade de pensar o seu lugar na global contemporaneidade.

 

 

 

http://tv1.rtp.pt/programas-rtp/index.php?p_id=27425&e_id=1&c_id=8&dif=tv

 

 

 

 

A 15 DE MAIO: VASCO ARAÚJO \"A VIDA É UMA SUPER ENCENAÇÃO\"