Galeria

CORRESPONDÊNCIA #3: Ângela Ferreira + Manuel dos Santos Maia | ARTE CONTEMPO

2011-03-10

CORRESPONDÊNCIA #3

Ângela Ferreira + Manuel dos Santos Maia

Patente até 26 de Março

5ª feira a Sábado, das 14h30 às 19h30

 

 

A Arte Contempo tem vindo a apresentar o ciclo de exposições CORRESPONDÊNCIA. Desenvolvendo-se a partir de encontros desencadeados entre pares de artistas, de gerações distintas, com fortes afinidades formais, de pesquisa, ou de intenções. Não há uma equação de exposição pré-definida: cada encontro, implementado por uma terceira figura (a curadoria), desenvolver-se-á sob a influência de várias tomadas de vista: de identificação, de aproximação, de confluência, de conflito, etc. Uma exposição pode resultar em duas exposições individuais; uma exposição em que não se definem áreas autorais; uma exposição com obras criadas especificamente para o contexto; uma única obra concebida em conjunto; etc. Um projecto curatorial de Filipa Valladares e Maria do Mar Fazenda.

 

Uma das coisas que mais curiosidade me dá é que, o estado de vida criado pelo estado novo em Moçambique permitia que as pessoas vivessem lá numa espécie de amnésia daquilo que se estava a passar. Para mim isso é uma das questões que mais me aflige, como é que se gerava essa situação em que era permitido não saber? E a outra grande pergunta que me rói constantemente, como é que também nunca foi compreendido o processo de descolonização e como não foi criado um lobby inteligente de como gerir esse assunto, nem do ponto visto político, nem do ponto de vista da memória. (Ângela Ferreira)

 

A partir de certo momento começo a querer registar, de memória, as histórias de que me lembrava. E claro, nesta altura surge a questão da memória, é impossível ser completamente fiel, restituir tudo, acresce sempre de um ponto quem reconstrói determinada história. Interessa-me esta espécie de plasticidade. (Manuel dos Santos Maia)

 

 

www.artecontempo.org